Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Parque D. Carlos I

por Carlos Gaspar, em 19.08.11

A propósito de algumas situações que me parecem menos bem, existentes no nosso parque, decidi escrever à entidade responsável pelo referido espaço, o seguinte e-mail:

"Exmos. Senhores:

Como já não é a primeira vez  que tal acontece, venho por este meio enviar-vos algumas fotografias exemplificadoras do mau trabalho que está a ser feito no parque D. Carlos I no que ao arvoredo existente respeita. Tendo já sido deitadas abaixo algumas árvores decenárias e centenárias sem que, aparentemente, nada o justifique, não podia calar mais a minha revolta pelo que tenho assistido à já muitos meses.

Assim discrimino algumas situações que têm acontecido sem que nada tenho sido feito para as evitar:

  • Na zona do refeitório e armazém, junto às escadas, foram abatidos eucaliptos. Porquê e para quê?
  • Na zona superior onde se situava o parque de campismo fizeram o mesmo. Porquê e para quê?
  • Hoje junto ao museu abateram uma árvore centenária como se pode ver pela foto. Porquê e para quê?
  • Hoje junto à casa dos barcos abateram uma árvore que dava bastante sombra como se pode ser pelas fotos. Porquê e para quê?

Será que alguém daquela gente sabe o que é preservar a natureza?

Será que recebem ordens da administração para o fazerem, como aliás dizem tê-las recebido, para controlar os pombos e os patos que nascem anualmente no parque?

Não acredito que assim o seja. No entanto aproveito para lhes comunicar que o ano passado nasceram cerca de 60 (SESSENTA PATOS SELVAGENS) e os que existem já existiam entretanto. Havia dois cisnes só há um porque o outro foi morto selvaticamente e nunca foi reposto.

Penso que por hoje chega, mas certamente continuarei atento às enormidades que pelo parque se fazem e que continuam sem solução. Parece-me ser altura de a Sra. Arquitecta Paisagista visitar mais regularmente aquele ex-libris da cidade e tomar as devidas providências.

Com os meus sinceros pedidos de desculpa pelo incómodo, apresento os meus melhores cumprimentos

Carlos Gaspar"

 

 

 

 

 

 

 

No dia 17 de Agosto 2011 (passados mais de cinco meses) recebi a resposta e passo a transcrevê-la:

"Exm.º Senhor Carlos Gaspar

 

Em resposta ao e-mail que nos foi dirigido sobre o assunto em epígrafe, cumpre-me prestar alguns esclarecimentos sobre os pontos referidos no conteúdo do mesmo:

 

1. Os eucaliptos junto as escadas foram abatidos há alguns anos em resultado de um exame das condições fitossanitárias e de risco para a segurança dos edifícios do refeitório e armazém;

 

2. Na zona do ex-parque de campismo foram abatidos alguns exemplares que pelas suas condições fitossanitárias e de inclinação sobre a rua Visconde de Sacavém e os prédios confinantes constituíam risco grave de segurança;

 

3. Junto ao Museu José Malhoa tratava-se de um cedro que se partiu, de modo irrecuperável, por acção do vento, tendo-se procedido apenas à remoção do resto do seu tronco e dos ramos partidos;

 

4. Junto à casa dos barcos eliminou-se um Pitosporum que se encontrava caído sobre a parte de trás do edifício, prejudicando a sua cobertura. Tratava-se de um exemplar de nascimento espontâneo, mal localizado, de porte deformado, sem interesse estético e que ensombrava de modo permanente o canteiro adjacente, impedindo o crescimento de outras espécies ornamentais.

 

Quanto ao controlo da fauna aquática (patos) ele é indispensável para a manutenção da qualidade da água e da vegetação aquática marginal e implicou a contratação de uma empresa especializada e certificada de biólogos, para apanha, transporte e entrega dos animais a uma Associação Ambientalista devidamente credenciada.

 

Com os melhores cumprimentos

 

 

Carlos Sá

Presidente do Conselho de Administração

Centro Hospitalar do Oeste Norte"

 

Tirem as vossas conclusões e comentem.


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:01



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D