Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caldas da Rainha e Região Oeste

"Para quem se interessa pelos nossos problemas"

Caldas da Rainha e Região Oeste

"Para quem se interessa pelos nossos problemas"

Assembleia Municipal - 11 de Outubro de 2012

14.10.12, Carlos Gaspar

Realizou-se na passada quinta-feira, a Assembleia Municipal das Caldas da Rainha, destinada a discutir e votar uma proposta do presidente da câmara, sobre a agregação de algumas freguesias. Dos assuntos discutidos, alguns foram delirantes e de ir às lágrimas, tantas asneiras foram ditas por alguns "ditos" deputados municipais. Foi dada a palavra ao proponente para defender a sua proposta, bem como para explicar as razões dessa mesma proposta. Falou o dito durante 37m, ao longo dos quais se limitou a atirar areia para os olhos das pessoas presentes, dizendo muitas e muitas vezes duas coisas distintas:

- Esta proposta foi apresentada por mim e depois ratificada pelos vereadores do psd;

- Se esta proposta não for aceite, o concelho perderá 6 freguesias, escolhidas aleatoriamente pela Unidade Técnica, ao contrário das 4 que perderá se a mesma for votada favoravelmente.

Muitas intervenções, muitos comentários e acusações, muitas faltas de educação do presidente da câmara, muitos membros que apenas estiveram presentes para ganharem mais uns tostões sem fazerem nada, enfim "uma verdadeira palhaçada".

Perguntar-me-ão o porquê destes termos.

Simplesmente porque vi elementos eleitos por nós, fazerem o que o partido manda, e nada fazerem para defender os interesses de quem os elegeu. Houve muito blá, blá, blá e conversa da treta, percebendo qualquer presente que a maioria tinha preparado antecipadamente esta reunião, tal era a unânimidade das intervenções.

Esgrimiram-se argumentos, uma vez que havia também uma proposta do ps que propunha manter as actuais 16 freguesias, muitos dos quais completamente desajustados da realidade e da vontade das populações das freguesias a extinguir. Devo referir que TODAS as Assembleias de Freguesia votaram contra a agregação. No entanto, com as excepções dos Presidentes das Juntas de Nª Sra. do Pópulo, Couto, Salir do Porto, Alvorninha e Serra do Bouro, os seus presidentes votaram a favor da proposta de agregação, contrariando assim a vontade de quem democraticamente os elegeu.

Acabou por vencer a proposta do presidente da câmara, ou seja: Nª Sra. do Pópulo fica com o Couto e S. Gregório, Tornada com Salir do Porto e Santo Onofre com a Serra do Bouro.

Antes de terminar esta pequena crítica, não podia deixar de apontar duas situações completamente irrealistas:

- Como havia 2 propostas, o presidente da mesa fez a votação em alternativa (votação em que, de acordo com a lei, os votantes devem votar numa ou noutra proposta), permitindo a abstenção, o que é completamente uma violação da lei vigente;

- Ao longo de toda a sessão não houve um único instante de silêncio, o que é para mim uma demonstração de falta de respeito, não só para com os membros da mesa mas também para com o público presente.

Carlos Gaspar